A diferença entre gemas Naturais e Sintéticas

Muitas pessoas sabem da existência das pedras naturais e sintéticas, porém você saberia dizer, além do preço, qual é a diferença entre elas? 

As gemas naturais são aquelas inteiramente formadas pela natureza, ao longo de anos, sem interferência do homem. São de origem inorgânica: os minerais e as rochas como rubi, safira, água-marinha, diamante…; e orgânica: os de origem animal ou vegetal, como pérola, âmbar e coral.

Devido à raridade de se encontrar algumas pedras, o homem inventou um meio de criá-las artificialmente através de laboratórios. Assim surgiram as gemas sintéticas, que são como “clones” das gemas naturais. As gemas sintéticas são produzidas a partir de gemas naturais, que são pulverizadas e o material assim obtido é fundido e recristalizado, sob condições que variam conforme o processo usado. Por serem obtidos com material natural, possuem propriedades físicas (cor, brilho, densidade, índice de refração, dureza, etc.) iguais ou muito semelhantes às da gema natural. São, portanto, muito similares na aparência, e somente com uso de microscópio gemológico se consegue identificar a síntese. É preciso esclarecer que gema sintética não é gema artificial. Em Gemologia há uma grande diferença entre esses dois tipos. Pedra sintética é aquela produzida em laboratório, mas que tem uma correspondente natural. Já a artificial, não. Ela foi totalmente inventada pelo ser humano, não se conhecendo uma correspondente natural. Um exemplo de gema artificial é a zircônia cúbica, que não existe ou, pelo menos nunca foi encontrada na natureza, sendo uma invenção do homem, portanto, artificial. O consumidor menos exigente talvez não valorize esta diferença, mas ela é sim importante, a zircônia cúbica copia a aparência e a cor da pedra real, mas não possui as mesmas características físicas e químicas.

Zircônia cúbica; infojoia

Algumas curiosidades:

  • As primeiras tentativas de se sintetizar gemas foram causadas, possivelmente, pela escassez de lápis-lazúli no Egito, aproximadamente no ano 4000 a. C., quando se tentou transformar esteatito, por aquecimento, em lápis-lazúli.
  • Na produção de relógios, é fortemente utilizado o quartzo sintético para precisão, assim como o rubi sintético. Há muitos anos que diamantes sintéticos de pequeno tamanho são utilizados em abrasivos industriais.
  • A safira sintética incolor é usada para aparelhos de correção dentária e para fabricação de minúsculas esferas, de 0.5 mm de diâmetro, para as canetas esferográficas e também é usada em agulhas de toca disco.
  • Gemas sintéticas levam de 6 a 12 meses para ficar prontas. E é depois desse tempo todo que elas vão ser lapidadas.

Fonte: portal das joias e infojoia

About these ads

Publicado em junho 22, 2011, em Curiosidades, Gemologia e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. gostei da explicação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 422 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: